g2h

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

preconceito

É algo impressionante o conceito distinto que cada pessoa apresenta ter sobre as outras. Mesmo antes de conhecer a fundo alguém cada um já possui uma idéia formada sobre o outro. Através da família, amigos e experiências cada indivíduo cria um julgamento próprio sobre o que é certo ou errado, o que pode o levar a discriminação de seu semelhante. Apresenta idéias que o levam a crer em seu inconsciente que alguns fatores não podem fazer parte do seu mundo.

Na vida tudo pode ser considerado relativo por esse motivo não cabe a ninguém distinguir determinada pessoa em razão de algum motivo pessoal ou de determinado ideal, pois todo ser humano apresenta uma história que o leva a agir e pensar de determinado modo. Apesar do fato que os pré-conceitos que cada um tem influenciem no todo o direito é um mecanismo capaz e eficiente de alcançar a igualdade que os cidadãos que independentemente de raça, sexo, opção sexual, classe social e idade necessitam ter assegurada.

O mundo conturbado dos dias atuais apresenta ainda muitas falhas em relação ao respeito dos direitos de seus habitantes e a discriminação continuará sempre a existir na cabeça de alguns, mas ainda há chance de transformação porque os homens que defendem e prezam o bem estar social detém em si o ideal da justiça.

O direito já rompeu muitas barreiras e resolveu inúmeros litígios difíceis, devido a isso cabe a todos respeita-lo; já seria um bom começo para o fim dos dogmas preconceituosos que não apresentam mais espaço na sociedade atual que está cansada da desigualdade e que luta pela paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge